Blog
06 JUL 2020
Fluência de segundo idioma se torna requisito básico no currículo

Pandemia aumenta em 28% o interesse de adultos por cursos de idioma

 

Com o aumento da competitividade no mercado de trabalho e a alta nos índices de desemprego por conta do novo coronavírus no Brasil, falar com fluência outro idioma se tornou um requisito básico na hora de se destacar em um entrevista de emprego. Segundo a Wizard Idiomas, localizada no Shopping Della, a procura em aprender um novo idioma aumentou 28% entre os adultos com a pandemia pelo interesse das pessoas em se qualificar para a entrada ou permanência no mercado de trabalho.

Uma experiência de seleção de candidatos compartilhada pela Wizard de Criciúma mostrou que dos 228 interessados na vaga oferecida, 82% já possuíam uma graduação e apenas um deles fala inglês fluentemente. “É comum ver em diversos currículos a classificação de um inglês básico ou intermediário, mas não fluente. Quem tem um outro idioma na ponta da língua tem um conhecimento global e não somente local, o que diferencia os candidatos na hora da contratação”, afirma o administrador da escola, Reginaldo Borges.

Durante o período de isolamento social a escola está funcionando de forma virtual para os menores de 14 anos de acordo com a portaria 352, de 25 de maio de 2020, publicada pela Secretaria de Estado da Saúde. Nas aulas presenciais o distanciamento entre pessoas e redução do número de alunos são algumas das medidas adotadas para prevenção da Covid-19. Toda estrutura online oferece aos interessados em aprender um novo idioma o processo de nivelamento, condições de pagamento, material didático, contrato digital, assessoria pedagógica e aulas remotas. “O aluno recebe todo o suporte digital para iniciar o curso em uma plataforma desenvolvida pela escola”, conta o profissional. 

Impactos da pandemia

Pensando em facilitar a capacitação das pessoas diretamente afetadas pela pandemia do novo coronavírus a Wizard também oferece aos interessados em iniciar o estudo de um novo idioma a possibilidade 30 dias gratuitos de aulas. Além disso a instituição vai pagar a mensalidade de alunos que ficarem desempregados durante a crise, garantindo quatro meses de mensalidade. O aluno fica coberto a partir do momento da rematrícula. A iniciativa tem potencial de beneficiar mais de 100 mil pessoas em todo país.