Blog
25 ABR 2018
Francine

Tenho dois filhos, com treze e quatorze anos, mas sou mãe há apenas quatro anos.

Sempre senti que seria mãe, mas não conseguia ficar grávida. Entramos na fila de adoção e esperamos por três anos. Ao mesmo tempo, meus dois filhos aguardavam para serem adotados. Antes de nos encontrarmos pela primeira vez, houve muito medo de as crianças não gostarem de nós. Mas quando nos vimos foi mágico! Assim que as portas se abriram, eles vieram correndo para o nosso colo. Naquele momento, vimos que eram nossos filhos, sim.

Eles estão cada vez mais parecidos conosco, fisicamente e em personalidade. Revivemos alguns momentos da primeira infância, como dar comida na boca, para que eles renascessem em nossa família.

Eu sei que eles já sofreram muito, mas sei também que há muito que eles precisam aprender, por isso sou exigente.